Blog da Roberta Malta

19/05/2010

Modinha

Gosto de variar meus pequenos vícios. O Ric fica bem bravo, com alguma razão.

Ele compra um monte de fanta laranja e eu voltei para o mate, chega de manhã com pão francês branquinho e eu tô comendo só o de forma, sem casca. E quando ele enche a geladeira de queijo amarelo para a minha dieta de proteína e eu mudei para um regime que proíbe gordura? 

Sempre tenho minhas modinhas "eternas enquanto durem", que fazem a vida mais feliz. As do momento estão tão incríveis que resolvi compartilhar. São cinco:

Amêndoas com Valrhona -- o máximo na baladinha de último capítulo da novela.



Thegourmettea.com.br -- o Ayurvedic Detox é delicioso para relaxar no fim do dia. Foi direto para a minha prateleira de favoritos.




Os vinhos da Batasiolo -- especialmente este Barbaresco harmonizado com ravióli plin com tallegio no La Vecchia Cucina.



Batata baroa e inhame da Elma Chips -- não são muito calóricos nem tão salgados quanto à maioria dos salgadinhos de pacote. E, o principal, nos sentimos pessoas melhores porque estamos "comendo legumes".

 



E Gorgonzola Cruzília -- comprei com o Tots num bate-volta a Minas, 16 horas no ar (do trânsito!). Tem uma porção de medalhas de melhor queijo azul do Brasil.

 

 

Por Roberta Malta às 03h46

18/05/2010

Coxinha de camarão

É provável que eu esteja me repetindo, normal. Uma mistura de idade e gosto explica.

Tudo isso para falar, mais uma vez, da gastronomia recifense. Saburó me deu a receita da coxinha de camarão perfeita que ele faz no Sumô, seu restaurante moderninho. 

(O outro, Quina do futuro, é um japa bem tradicional e tem uma das cozinhas mais bem montadas e completas que já vi.)




Mas voltando, a coxinha é incrível. Mesmo. Olha que eu nunca acho graça em salgadinho frito com camarão, sempre prefiro de frango.

Mas esse é diferente. Também, a receita da massa é da família Yokoyama, do Yoka Pastéis (melhor do mundo!!), na Liberdade, bairro oriental de São Paulo. A ideia e o recheio são do Saburó. É muito talento junto, só podia dar nisso.

 

COXINHA DE CAMARÃO DO SUMÔ

25 unidades

Recheio 

900 g de camarão pequeno limpo

100 g de cebola bem picada

100 g de tomate em cubinhos

100 ml de leite de coco

60 ml de azeite

50 ml de saquê mirim

1 ramo de coentro bem picado

 Sal e pimenta do reino a gosto

Massa 

800 g de farinha de trigo

300 g de manteiga

100 g de cebola bem picada

20 g de sal

2 l de leite integral

Para finalizar

500 g de massa Panko

4 litros de óleo de soja

6 ovos

Recheio

1 Tempere o camarão com sal, pimenta do reino e saquê mirim. 2 Refogue a cebola e tomate no azeite por 5 minutos. Acrescente os camarões e refogue por mais 5 minutos. 4 Acrescente o coentro e o leite de coco e cozinhe em fogo médio por 10 minutos, sempre mexendo.

Massa

Refogue a cebola na manteiga por 10 minutos (sempre mexendo). 2 Misture a farinha, com o sal e o Ajinomoto,  com a cebola já refogada e mexer bem por mais 5 minutos. 3 Coloque o leite morno, 1 litro de cada vez, bem devagar e sempre mexendo até ganhar a consistência homogênea e lisa.

Molde as coxinhas

1 Dividir a massa em 100 g e abra na palma da mão em formato redondo. Com a ajuda de uma colher de sopa, colocque o recheio no centro e feche a massa, puxando para cima. 2 Quebre os ovos em uma tigela funda e bata com a ajuda de um garfo. 3 Passe o salgado nos ovos e na farinha Panko. 4 Frite 3 unidades por vez, em óleo quente -- 170 a 180o C.

 

CURIOSIDADE: A família Matsumoto, do Saburó, também começou a vida culinária fazendo pastéis, que o chef serve até hoje. Também é o melhor.

DICA DO CHEF: Dependendo do tamanho desejado, esta receita pode variar de quantidade. Mas ela foi calculada para 100g de massa e 40g de recheio.

 

Sumô Sushi Bar 
Rua Xavier Marques, 87, Aflitos, Recife, PE
tel. 81 3426-8272


Por Roberta Malta às 02h16

Ir para UOL - Receitas

Sobre o autor

Roberta Malta é jornalista de gastronomia e blogueira por vocação. Escreve nas revistas Prazeres da Mesa, Casa & Comida e algumas outras sempre sobre ingredientes, bebidas, restaurantes. Formou-se em gastronomia, estudou vinhos na ABS- SP, mas está em constante aprendizado e pretende dividir suas descobertas e dúvidas com todos que acessarem seu link.

Sobre o blog

O "Sopa de Letrinhas" é um observador bem humorado da gastronomia, com pitadas do dia-a-dia da autora. Serve também como agregador e mixer de pessoas. Tem um olhar empolgado, emocionado, frio, crítico, curioso sobre comidas, bebidas, novidades, livros, restaurantes ou um pouco de tudo. Divirta-se!

Histórico

© 1996-2009 UOL - O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.
Hospedagem: UOL Host