Blog da Roberta Malta

23/04/2010

Alice para comer e servir

O assunto do fim de semana é a Alice do Tim Burton, não tem outro. As vitrines já estão, há muito, cheias de bijuterias, camisetas, posters da menina que cai na toca do coelho e entra no mundo dos sonhos absurdos.

As controvérsias sobre a história original, as adaptações, abordagens são (sempre foram) muitas. Mas não tem quem, de alguma maneira, não se encante por aqueles personagens esquisitos. Carismáticos, intrigantes e lindos rendem, no mínimo, boas discussões e belas imagens.

Bom, como meu mundo -- por vezes tão surrealista -- é na cozinha, garimpei louças e bolinhos para vocês tomarem deliciosos chás em suas tocas.

É proibido não sonhar!

 

Bule e xícaras da Coisas da Doris

Além da sugestão, têm mil outras coisas inspiradas no tema até o dia 05/05 (uma data bem Alice, por sinal!). A loja, por si só, faz valer a visita.

 

Cupcakes da La Vie en Douce (R$ 6 cada)

 

Com cores e detalhes totalmente Alice-Tim Burton são de baunilha, chocolate, banana, cenoura, limão. Outro lugar para ir sempre, cheio de coisinhas deliciosas.

A criadora dessas gostosuras, Carole Crema, deu a receita da massa para a gente. Os enfeites ficam por conta da imaginação de cada um. Mas atenção, não se atrase: o chá é as cinco em ponto.

 

CUPCAKE DE CHOCOLATE

por Carole Crema

24 unidades

 

Massa

3 xícaras de farinha de trigo

2 xícaras de açúcar

1 xícara de chocolate em pó

1 xícara de leite

3/4 de xícara de óleo

1 colher (sopa) de fermento em pó

2 ovos

1 Misture os secos numa tijela grande e os líquidos e os ovos em outra. 2 Junte as duas misturas, mexendo bem com uma colher de pau. 3 Disponha a massa em forminhas especiais para enfornar e leve ao forno pré-aquecido a 180ºC por 10 minutos ou até ficarem bem assados (teste com um palito de dente).

Merengue – Cobertura

2 xícaras de açúcar

1 xícara de clara

1 Coloque as claras e o açúcar numa panela e leve ao fogo baixo por alguns minutos, mexendo bem até que o açúcar dissolver. Tome cuidado para nao cozinhar as claras. 2 Despeje as claras com o açúcar dissolvido na batedeira e bata em velocidade alta até esfriar e o merengue estar bem firme.

dica: você pode colorir o merengue com corante alimentício e decorar com confeitos variados.

Ganache de Chocolate

300g de chocolate meio amargo

150g de creme de leite sem soro

1 Derreta o chocolate e misture com o creme de leite até obter uma mistura homogênea. 2 Use para confeitar quando os bolinhos estiverem frios e, se quiser, decore com confeitos variados.

 

CUPCAKE DE BANANA

por Carole Crema

20 a 30 unidades

 

 

360 g de açucar

250 g de farinha

100 g de nozes

180 ml de óleo

2 colher (chá) de canela

2 colher (chá) fermento em pó

3 bananas nanicas

3 ovos

1 Bata os ovos na batedeira. 2 Junte aos poucos o açúcar, a farinha, o óleo e a essência de baunilha. 3 Amasse a banana com um garfo. 4 Misture à massa a banana amassada, as nozes picadas, o fermento e a canela. 5 Leve ao forno pré aquecido a 180°C até q estejam dourados e assados.

Finalização

3 colheres (sopa) de açúcar refinado

3 claras

1 Leve ao fogo baixo as claras com o açúcar até o açúcar derreter por completo. 2 Coloque na batedeira e deixe bater até formar picos firmes. 3 Com um saco de confeitar, cubra os cupcakes e queime com maçarico.

 

Coisas da Doris

Al. Ministro Rocha Azevedo, 834, Jardins, São Paulo, SP 
tel. 11 3083-1962

La Vie en Douce

Rua da Consolação, 3161, São Paulo, SP

tel. 11 3088-7172

 

 

Por Roberta Malta às 17h24

22/04/2010

Boteco japa

É hábito mais masculino do que feminino frequentar sempre os mesmos restaurantes. Em geral, os homens gostam do tratamento personalizado dos garçons, de não terem de explicar o quanto de açúcar tem a caipirinha ideal, da garrafa de uísque com seus nomes guardada no bar.

Eu prefiro variar, mas quase morri de felicidade quando fui tratada como prata da casa no Issa. Cheguei com a Ale e o Kats já estava lá, beliscando uma porção de água-viva numa daquelas mesas baixinhas.

Foi o tempo de me acomodar (ou me contorcer) e a garrafa de saquê chegou à mesa com a etiqueta adesiva: Sr. Katsuki, estava escrito. Chorei. E depois ri lembrando do dia em que fomos ao Zena e o Bertz capturou a comanda na cozinha que identificava nosso blogueiro como Sr. Japonês.

Brindamos e começamos. Veio alga, samambaia, mini lula em conserva.

 

 

Tudo muito sutil, delicioso. Com se o tempero estivesse ali apenas para acordar os ingredientes. Como deveria ser sempre. Como é no Roberta Sudbrack, no Tappo, no Fasano (viajei??).

Kats contou que aquele é um tipo de boteco muito comum no Japão. Segundo ele, os izakayas eram, inicialmente, lojas de saquês frequentadas por executivos, que serviam petiscos para acompanhar a bebida. Com o tempo, os amendoins foram substituidos por comidinhas próprias para abrilhantar o aguardente de arroz.

Ele contou que o Issa é bem típico, porém mais delicado. Comandado por mulheres -- a dupla Harumi e Margarida -- , tem um toque feminino no ambiente para atrair a clientela em geral.

Seguimos. Veio berinjela assada, pepino picante, bolinho de polvo.

 

 

Lembrei aos meus companheiros de mesa que ainda ia jantar e já passava das sete. A esta altura a garrafa de saquê era outra, mas mantinha o padrão personalizado.

Veio tempura e Okonomiyaki, espécie de pizza japonesa. Tudo feito na hora e na nossa frente.

 

 

 

De pedacinho em pedacinho comi quase o prato inteiro, parecia criança. Dizia: "hmm... parece maionese". Kats respondia: "é maionese, só que japonesa". "Hmm... e esse papelzinho de peixe?" E ele: "é bonito ralado". "Que delícia! Isso não é o quinto sabor?" Minha excitação não me deixava quieta.

Antes de ir embora, dei um telefonema para saber aonde ia ser o tal jantar. "Em meia hora, no Sushi Papaia." Ouvi aquilo quase em estado de choque. A noite bem que podia ter terminado em pizza.

 

Izakaya Issa
R. Barão de Iguape, 89, Liberdade, São Paulo, SP
tel. 11 3208-8819

Por Roberta Malta às 10h15

20/04/2010

Gastronomia e moda

Não é de hoje que a gastronomia inspira joalheiros. Eu uso meu alho de ouro da Carla Amorim no pescoço desde que me mudei para São Paulo -- since 1997.

Outra jóia que amo para sempre é o pingente de biscoito maisena criado pelo Antônio Bernardo. Quem se lembra?

A Sanchef, loja carioca de uniformes de cozinha transados, também vende uns penduricalhos lindos -- em forma de conchas, escumadeiras, fuês -- feitos pelo Fábio Fonseca e o Domingo Mascarenhas. Os chefs adoram.

Agora, com os mercado de moda e gastronomia em alta no mundo todo, estilistas bacanas entraram na dança. Hoje, temos, cada vez mais, modelitos inspirados em comida e vice-versa. No Madri Fusion vi uma coleção inteira de pratos assim, releituras de looks de alta costura. Demais!

E como o tempo não para, a mania chegou aos pés, em modelos esportivos. A Nike lançou o tênis com a cara de um dos doces mais festejados do momento: o macaron.



Li no blog da Alline que eles estão à venda na Colette, em Paris, loja super-hiper que faz entregas no Brasil. Os da foto são de pistache e framboesa. Têm ainda de amêndoa (branco), limão (amarelo claro), frutas vermelhas (fuchsia) e curaçao (azul céu). Luxo.

Outra novidade da marca são os Nike Chocolate Mint, que têm tiragem limitada e já estão no Brasil.


Aqui, é para usar um pé de cada cor (ou sabor): marrom (chocolate) e turquesa esverdeado (menta). A moda é velha na minha casa, Tato era bem pequeno quando aderiu e sempre foi sucesso.

Mas a minha favorita ever é a coleção Watermelon Pack da Vans, lançada no verão passado.



As melancias de calçar são foférrimas e, apesar de antigas, ainda podem ser encontradas por aí. E o melhor: a preços de outlet.

Taí. O próximo passo é escolher a gosto o modelo mais divertido e sair por aí com a gastronomia a seus pés. Sem trocadilhos.

Por Roberta Malta às 01h26

Ir para UOL - Receitas

Sobre o autor

Roberta Malta é jornalista de gastronomia e blogueira por vocação. Escreve nas revistas Prazeres da Mesa, Casa & Comida e algumas outras sempre sobre ingredientes, bebidas, restaurantes. Formou-se em gastronomia, estudou vinhos na ABS- SP, mas está em constante aprendizado e pretende dividir suas descobertas e dúvidas com todos que acessarem seu link.

Sobre o blog

O "Sopa de Letrinhas" é um observador bem humorado da gastronomia, com pitadas do dia-a-dia da autora. Serve também como agregador e mixer de pessoas. Tem um olhar empolgado, emocionado, frio, crítico, curioso sobre comidas, bebidas, novidades, livros, restaurantes ou um pouco de tudo. Divirta-se!

Histórico

© 1996-2009 UOL - O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.
Hospedagem: UOL Host