Nosso primeiro destino foi Paris. Usamos a conexão a Roanne como desculpa para brioches e compras. Alline, incansável e jovem, nos abrigou no charmoso apartamento do Marais. Como se não bastassem as madrugadas de vinhos, a moça ainda é casada com Rafael Protti, sous-chef patissier do La Table de Robuchon. Nossas noites terminavam sempre com tortas de chocolate, castanhas e frutas trazidas pelo rapaz.


Ele sempre pedia desculpas pela falta de decoração, pode?


Depois de esferas, palomas e presuntos, me joguei na gastronomia francesa. Para matar a fome da viagem de avião comecei minha temporada parisiense devorando um belíssimo cachorro quente com mostarda e cebolas caramelizadas.

 

Ale e Alline

A Pat's é um sucesso. Uma portinha minúscula numa esquina do Marais. Tem que entrar na fila para merecer o sanduba, mas vale muito.

A primeira refeição que fizemos foi bem francesa, no bistrô L'Epi Dupin. O menu de 33 euros, com quatro ou cinco opções de entrada, prato e sobremesa, é a única pedida da casa. O que me fez observar que Restaurante Week, com precinhos europeus, é uma realidade na cidade luz.

Ataquei de croustillant de joue de boeuf et glace a la moutarde, noix de saint jacques poêlée, poireaux cretteuxet emulsion de gingembre e poire rôtie au safran et glace au chocolat blanc. 

 

Com sorvete de mostarda Dijon!!


Creminho digno de molhar no pão para raspar o prato!

 

Increible!

Na volta, paramos na vendinha e compramos vinhos para continuar as conversas sem fim. Rimos a madrugada inteira e caímos de sono no sofá da sala. 

 

Continua...

 

Restaurant L'Épi Dupin 

11, rue Dupin - 75006 PARIS
Tel. 01 42 22 64 56